O Mito do Décimo Terceiro Salário

Mito do Décimo Terceiro – Nos últimos anos uma grande discussão sobre a natureza do décimo terceiro se instalou em blogs e outros sites. Seguindo o raciocínio desta explicação, o décimo terceiro salário não é um prêmio, mas sim a restituição do que lhe seria supostamente tomado, durante o ano, do salário de um trabalhador. Observe o exemplo, baseado em um salário de 500 reais no período de um ano:

Renda mensalR$500,00
Renda anual sem a bonificação (13º)R$6000,00
Renda anual com a bonificação (13º)R$6500,00
Renda semanalR$125,00
Semanas existentes no ano52
Renda anual considerando 52 semanasR$6500,00 (o mesmo que se recebe com 13°)

O cálculo do décimo terceiro, apesar de bastante convincente, é baseado em conceitos errados. Para começar, ao considerar que o ano têm 52 semanas, a teoria cria um “décimo terceiro mês” no calendário. O que, sabemos, não existe.

Mito do Décimo TerceiroO que acontece é que o calendário não é totalmente preciso. 365 dias não formam um número inteiro de semanas. O ano é composto de 48 semanas cheias e outras 4 semanas que são parte em um mês e parte em outro, com dias “quebrados”. Logo, considerar que o ano tem apenas 48 semanas e que as outras quatro não são contabilizadas no salário para serem disponíveis em forma de bonificação não deixa de ser um segundo equívoco.

Para se proceder com o cálculo correto do 13º salário, nesse caso, é necessário se adotar o calendário comercial brasileiro. Este calendário é composto de 12 meses de 30 dias. 30 dias são, aproximadamente, 4,285 semanas por mês. O que dariam, ao final de um ano, 51,42 semanas. Aí sim, refazendo as contas com estes valores, a tabela estaria montada na maneira correta.

Renda mensalR$500,00
Renda anual sem a bonificação (13º)R$6000,00
Renda anual com a bonificação (13º)R$6500,00
Renda semanalR$116,68
Semanas existentes no ano51,42
Renda anual considerando 51,42 semanasR$6000,00 (exatamente os 12 meses trabalhados)

 

Cálculo do Décimo Terceiro